Qual é a diferença de Personal Shopper e Redirecionador?

Você saberia dizer quais as diferenças entre esses dois serviços? Se você mora nos Estados Unidos, ou em qualquer parte do mundo e tem tempo disponível e gostaria de ter uma fonte de renda extra precisa conhecer ambos os serviços e igualmente a diferença de personal shopper e redirecionador. Ambos os profissionais estão em alta e garantem excelentes rendimentos. Vamos bater um papo sobre o assunto?

Com a pandemia muitos foram os segmentos afetados de diferentes maneiras e em variados graus de intensidade. Não diferentemente as medidas sanitárias acabaram restringindo diversas atividades econômicas e igualmente as viagens, ou seja, o deslocamento das pessoas de seu país de origem para outras diferentes localidades.

Nesse sentido muitas pessoas deixaram de viajar para realizar suas compras no exterior e igualmente com a gradativa retomada que alguns países estão realizando agora, este ano, devido à situação epidemiológica do Brasil, não são todos os destinos que aceitam viajantes brasileiros nesse momento.

Não podemos nem mesmo ignorar que a realidade de uma viagem ao exterior está restrita a um público muito seleto. Mas o que eu quero dizer com tudo isso? Bom, que a profissão de personal shopper e redirecionador nunca estiveram tão em alta. Ambos fomentados tanto pela situação pandêmica em que vivemos quanto também pelas novas ferramentas digitais.

No caso das novas ferramentas digitais podemos nos conectar sem limitações geográficas com pessoas em qualquer lugar no globo terrestre desde que haja conexão a internet em ambos os extremos.

Apesar dessa popularização, ainda há muitas dúvidas sobre o assunto. Quando falamos sobre importação, o assunto já foi relativamente desmistificado, mas o redirecionamento e a atuação do personal shopper não. Vamos então juntos entender um pouco sobre cada um destes serviços e a diferença de personal shopper e redirecionador?

Diferença de personal shopper e redirecionador

Conhecendo o redirecionamento e o redirecionador

O redirecionador é aquele profissional que trabalha com redirecionamento, podendo esta ser ou não sua única fonte de renda.

Para entendermos na prática, vamos imaginar que um determinado cliente esteja interessado em comprar um produto no site de uma marca X, mas essa marca não faz a entrega do produto no país em que esse cliente se encontra.

Basicamente esse é o cenário no qual o redirecionador surge. Ele serve como uma ponte, um elo entre o consumidor que deseja o produto que não é entregue em sua localidade e o vendedor, um site que não entrega o seu produto em mãos, por assim dizer.

No caso do redirecionamento/redirecionador, o que acontece é o seguinte: o cliente realiza a compra normalmente no site no qual ele deseja e adquire o produto, mas como o mesmo não pode ser entregue em sua casa, ele contrata o redirecionamento de mercadorias, e cadastra no momento da compra o endereço do redirecionador.

O redirecionador receberá as compras do cliente, desempacotará e enviará fotos para que ele, o cliente, possa realizar a conferência de tudo o que fora adquirido.

Estando tudo de acordo, ele, o redirecionador, deverá embalar novamente todos os itens para o cliente visando claro a menor chance de que as compras sejam taxadas na alfândega do país de destino.

Também estão inclusos no trabalho do redirecionador, por exemplo, o assessoramento do cliente quanto a informações gerais sobre os serviços oferecidos, como opções de frete e congêneres.

O redirecionador em momento algum participa do processo de compra do cliente. Tal profissional apenas entra em cena a partir da compra, no instante em que o cadastro do endereço de entrega deve ser feito.

Nesse caso, como vimos, o cadastro deve ser do endereço do redirecionador.

Conhecendo o personal shopper 

O personal shopper tem um papel bem diferente do redirecionador. Todavia, vale mencionar que muitas vezes alguns profissionais atuam de ambas as formas no mercado.

No caso do personal shopper, o mesmo tem como objetivo realizar toda a assistência do cliente para que ele possa efetivamente realizar as suas compras. No caso do redirecionador, como vimos, o profissional não interfere de modo algum no processo de compra do cliente.

O personal shopper pode compartilhar dicas importantes que afetam diretamente a decisão do cliente, como, por exemplo, melhores datas para a compra de certos produtos, assim como melhores lojas, com melhores descontos, plataformas para pagamentos e congêneres.

Como personal shopper, posso até mesmo dizer que o profissional está dedicado especialmente para um cliente em específico, por exemplo, por isso “compradora pessoal”. Esse profissional pensa exatamente naquilo que aquele cliente precisa, indica as melhores grifes, preços e até os melhores modelos.

O personal shopper está sempre procurando as melhores tendências do mercado para os mais diferentes setores, sejam elas nacionais ou internacionais. Tudo isso ajuda para que possa assistir o seu cliente da melhor maneira possível. Mas não para por aqui, ainda está entre as atividades do personal, por exemplo, conhecer de fato o cliente.

Para que o trabalho como personal shoper dê certo é preciso que o profissional saiba que cada cliente possui características únicas e uma personalidade que lhe é particular.

A partir dessas considerações, vamos para o trabalho prático do personal shopper? No dia combinado e na hora acertada, o personal vai até à loja que o cliente escolher e realiza uma ligação. Nesta o mesmo vai mostrando os produtos e realizando as compras que o cliente solicitar.

Após as compras serem feitas, o personal volta para casa. Ele faz o empacotamento de tudo para posteriormente realizar o despacho para o destino do cliente que os adquiri.