Trabalhar com Redirecionamento: 3 dicas que podem te ajudar!

Hoje eu quero compartilhar com você algumas dicas para te ajudar a trabalhar com redirecionamento. Eu acredito que redirecionamento tem tudo para ser uma excelente fonte de renda, ou melhor, para ser a sua única fonte de renda. Mas quando falo sobre o assunto com algumas pessoas, muitas delas não sabem nem mesmo por onde começar ou como de fato atuarem com o redirecionamento de mercadorias.

Então é sobre isso que eu quero bater um papo com você hoje. Quero compartilhar dicas que eu acredito que verdadeiramente vão te ajudar no processo de início e caso você já tenha começado, a aperfeiçoar ainda mais o seu trabalho e, consequentemente, a melhorar o atendimento oferecido ao seu cliente e o seu faturamento.

O serviço de redirecionamento e de redirecionador de mercadorias vem crescendo muito, sobretudo, pelas ferramentas digitais que conectam pessoas em diferentes países. Muito conhecem o sobre o processo de importação, mas sobre o redirecionamento, muitas dúvidas acabam surgindo.

Se você mora nos Estados Unidos ou em qualquer outro país e está pensando em trabalhar com redirecionamento é preciso primeiramente ter em mente no que consiste esse trabalho e essa é uma das primeiras dicas para te ajudar a trabalhar com redirecionamento.

3 dicas para te ajudara trabalhar com redirecionamento

Para que você consiga trabalhar com redirecionamento, você precisa entender o papel desse profissional. Por quê? Porque não consiste apenas em receber as mercadorias do cliente na sua casa e despachá-las para ele.

Em tese, se fosse contextualizar o conceito de redirecionamento, seria basicamente o cliente, que pode estar no Brasil ou em qualquer lugar do mundo, que decide comprar produtos em lojas que não entregam os produtos em sua localidade.

Você recebe os produtos e faz efetivamente o redirecionamento. E aqui temos o famoso pulo do gato e uma das dicas para te ajudar a trabalhar com redirecionamento.

Não é uma questão de apenas reencaminhar as mercadorias para o cliente, é necessário conhecimento sobre as melhores formas de envio. Ao ter atenção quanto a maneira correta de enviar o produto, você evita causar prejuízos ao cliente, reduzindo as chances de taxação alfandegária.

Se o redirecionador não souber como trabalhar o reenvio dos produtos para o cliente, o mesmo pode favorecer a taxação alfandegária de todos os produtos adquiridos e causar um enorme prejuízo para o cliente. O que além de causar uma tremenda dor de cabeça, vai literalmente te queimar no mercado.

Em relação ao envio das mercadorias, uma dica é enviar em uma única caixa várias compras de um mesmo cliente. Isso reduz as chances de taxação individual.

Outra dica importante é evitar o aproveitamento das embalagens originais dos produtos que são comumente chamativas e podem facilmente serem barradas na alfândega.

Assessore bem os seus clientes

Se você prestar um bom atendimento será uma via de mão dupla que favorece tanto o seu cliente, quanto o seu próprio negócio.

Por exemplo, muitos clientes têm interesse em produtos importados, sobretudo, pelo preço mais convidativo, quanto pela variedade que não é comumente encontrada em outras localidades, mas há inúmeras dúvidas sobre o processo de redirecionamento.

Quando você se dedica para o adequado assessoramento do cliente, as chances de erros ocorrerem e atrasarem todo o processo são reduzidas.

Por exemplo, as compras devem ser feitas no nome do próprio cliente para que cheguem a sua residência claramente identificadas. Além disso, há a maneira correta de preenchimento do endereço.

Sem contar que há momentos melhores para comprar determinados produtos devido a determinadas promoções que ocorrem em algumas lojas em datas especiais e você pode compartilhar isso com o cliente.

Por exemplo, para os clientes muitas dessas datas são desconhecidas, mas o varejo, sobretudo, americano possui uma série de datas comemorativas que se revertem em promoções muito atrativas.

Ter esse relacionamento com o cliente auxilia bastante o processo de redirecionamento e a confiança entre as partes. Para se trabalhar com redirecionamento e ter sucesso, a confiança é uma parte importante que falarei logo abaixo.

Esteja nas redes sociais

Hoje, se você está tentando ter um negócio próprio, em qualquer que seja o segmento e não está nas redes sociais saiba que você terá poucas chances de ter sucesso.

No caso do redirecionamento, se você não está nas redes sociais, você está fadado ao fracasso. A menos que você tenha uma lista de amigos muito grande, você não terá chances.

Isso porque, ao contrário de outros setores, por exemplo, você não tem o contato próximo com as pessoas que são o público-alvo do seu negócio. Não é como um estabelecimento comercial que invariavelmente alguém vai passar na frente e ver.

Você precisa estar nas redes sociais e precisa usar as redes sociais a seu favor. Digo isso porque caso você esteja nas redes, mas não saiba usá-las de maneira adequada, as chances de dar certo serão reduzidas.

Divulgue feedbacks positivos

Muito sabemos sobre o processo de importação de produtos. Mas o redirecionamento é algo novo e consequentemente as pessoas têm muitas dúvidas sobre o assunto e ficam inseguras quanto ao serviço.

Uma maneira de otimizar as suas redes sociais é compartilhar feedback de clientes satisfeitos com os serviços oferecidos por você.

Além de passar segurança para os potenciais clientes que você pode atrair através das redes, você valoriza os clientes atendidos. Acaba sendo uma via de mão dupla extremamente vantajosa.

E convenhamos, não dá o menor trabalho. Basta apenas replicar as mensagens ou repostar as fotos divulgadas pelos seus clientes.

Claro que caso você tenha algum feedback negativo, se faz fundamental considerá-lo para melhorar o serviço oferecido e igualmente para não perder o cliente que precisa de assistência.