Como trabalhar com o Redirecionamento de Compras

Você está pensando em trabalhar como redirecionador? Aqui quero compartilhar algumas dicas e informações sobre como trabalhar com o redirecionamento de compras de modo que você tenha sucesso e possa efetivamente lucrar com isso.

É uma atuação que pode ser vantajosa, mas é preciso ter conhecimento e meios estratégicos de como atuar no mercado que, assim como outros segmentos, concorrido.

Muitos clientes, sobretudo, brasileiros, por exemplo, preferem realizar suas compras no exterior pelas inúmeras vantagens que a prática oferece. Dentre elas os preços mais atrativos, a grande variedade de produtos também acaba sendo interessante.

Mas como sabemos, não são todas as marcas que realizam entregas internacionais. Nesse sentido, surge o redirecionador, profissionais especializados em realizar o envio.

A partir do redirecionamento de compras é possível economizar de maneira sistemática em lojas tais como Nike, ebay, Amazon americana e tantas outras.

Mas tais

empresas comumente não realizam a entrega para outros países, como o Brasil, e isso é comum. No caso do redirecionamento, facilmente o comprador consegue um endereço para suas compras nos Estados Unidos e o redirecionador envia tudo para ele posteriormente.

Se você quer saber como trabalhar com o redirecionamento de compras continue comigo que te mostrarei tudo o que você precisa saber.

O trabalho de redirecionamento tem crescido substancialmente em tempos de pandemia e, sobretudo, com o crescente avanço dos dispositivos tecnológicos. Ou seja, você realmente pode obter uma excelente fonte de renda que dado o seu desempenho e êxito pode ser tornar a sua única fonte de renda.

A essa altura eu acredito que você já sabe na prática o que vem a ser o conceito do redirecionamento, não é? Então aqui não entrarei em detalhes no que vem a ser em termos conceituais. Vamos ao que interessa.

Como trabalhar com o redirecionamento

de compras?

Entenda o seu papel

Se você mora em qualquer lugar do globo terrestre pode trabalhar como redirecionador e precisa ter em mente que pode atender clientes em todo o mundo igualmente.

Normalmente o que mais vemos são brasileiros que residem nos Estados Unidos ou em algum outro país e realizam o redirecionamento para o Brasil. Mas não há regras.

Você precisa ter tempo livre, não precisa trabalhar apenas com redirecionamento, afinal, você só precisa receber as compras do cliente, desempacotar, fotografar, enviar para ele para sua conferência, empacotar e enviar. Ou seja, você não precisa assim de tantas horas diárias ou semanais, mas precisa de certo tempo disponível.

Na prática, você fará basicamente o que mencionei acima. Isso porque o processo de compra através do redirecionamento acaba sendo mais barato que a compra no país do destinatário ou mesmo o produto não é comercializado lá.

Nesse sentido, o cliente realiza a compra na loja, ou nas lojas de sua preferência, dos produtos que ele deseja e no momento de cadastro do endereço de entrega, ele cadastra o endereço do redirecionador que no caso é você.

As compras chegam identificadas e você deve enviar fotos para que o cliente possa conferir se está tudo certo antes de efetivamente receber os produtos em mãos.

Feito isso e estando tudo certo, você empacota tudo e realiza o envio. Esse é o primeiro passo de como trabalhar com o redirecionamento de compras, saber o que você vai de fato fazer.

Construa uma rede de clientes

O sucesso do redirecionamento de compras é ter uma lista de clientes, sobretudo, fidelizada. Sei que isso pode parecer difícil, mas é parte fundamental do sucesso do seu negócio.

Quando falamos sobre fidelização, cliente fiel, estamos falando de cliente satisfeito e realizado com o seu processo de compra e recebimento do serviço prestado.

Por isso, nesse sentido, a dica é focar em um serviço de qualidade que está sendo prestado. Porque ao apresentar qualidade naturalmente o cliente será fidelizado.

Muito melhor do que oferecer promoções e outros tipos de vouchers, um serviço exímio e de qualidade garante a fidelização do cliente. Claro que promoções e congêneres auxiliam, mas tenham comprometimento com o melhor atendimento para o seu cliente.

Por que a fidelização acaba sendo uma resposta natural do cliente satisfeito? Assim que o cliente vence a barreira do medo e da insegurança da primeira importação por meio do processo de redirecionamento de compras, ele tende a comprar novamente. Isso devido aos inúmeros benefícios que esse serviço oferece.

Esteja nas redes de maneira estratégica

Quando digo para que você esteja nas redes de maneira estratégica, tenha foco especial no cliente que já realizou a primeira compra no exterior por meio do redirecionamento.

Se você usa suas redes para divulgar novas oportunidades para que ele realize uma nova compra ou maneiras interessantes para que ele economize no processo de aquisição de um bem em alta, isso pode favorecer a reconquista do cliente.

Uma maneira interessante que você pode utilizar para atrair clientes que já realizaram o redirecionamento com você é a divulgação de datas comemorativas do varejo americano. Tais datas garantem inúmeras promoções que podem fazer o cliente economizar.

Claro que essa divulgação deve ser feita com a devida antecedência para que ele possa se programar de maneira adequada.

Para os potenciais clientes que ainda estão em dúvida sobre o redirecionamento, uma dica de como trabalhar com o redirecionamento de compras de maneira exitosa é através da divulgação de clientes satisfeitos com o serviço prestado e com o atendimento o oferecido.

Também vale compartilhar nas redes o passo a passo do processo de redirecionamento, desde desempacotar os produtos a enviá-los para o cliente. 

Como ter um emprego nos Estados Unidos?

 

Você embarcou confiante para aperfeiçoar o seu inglês e agora está se perguntando como ter um emprego nos Estados Unidos? Devido à pandemia, muitos setores foram afetados e mesmo que os Estados Unidos, de modo geral, esteja apresentando uma resposta ao enfrentamento do coronavírus melhor do que o Brasil, por exemplo, conseguir um emprego sendo estrangeiro, com dificuldade com a língua é um desafio. Bom, se você está nessa situação e está achando a experiência mais árdua do que imaginou, quero compartilhar uma dica que pode te ajudar a ter uma renda extra que pode se tornar a sua única fonte de renda. E eu te garanto, pode trazer rendimentos consideráveis. Eu estou falando do redirecionamento de compras e do personal shopper. Antes de conhecermos um pouco mais sobre ambos, preciso te mostrar que pode de fato ser uma opção interessante e verdadeiramente atrativa. Muitas pessoas acabam preferindo comprar suas coisas no exterior, sobretudo, pela economia que acabam realizando, mas diante desse cenário temos algumas questões. A primeira delas é que não são toda as lojas que realizam entregas internacionais, aliás, a maioria não realiza. A segunda, muitos tem medo de realizar esse processo, economizarem na compra e serem taxados pela alfândega, o que pode acontecer. Como você já deve ter percebido, são muitos os produtos que somente são comercializados nos Estados Unidos, em edições exclusivas. A questão do preço é algo que conhecemos desde cedo, sobretudo, pela alta carga de impostos pagos no Brasil. “Tá, mas o que tudo isso tem a ver com como ter um emprego nos Estados Unidos?” A resposta é simples. Você pode atuar oferecendo a solução para esse cliente que deseja realizar suas compras no exterior sem sair do Brasil. Aqui estou colocando o Brasil, mas pode ser qualquer país.

 

Atue como Redirecionador.

 Você pode atuar sendo um elo entre o cliente que deseja comprar um produto no exterior, para isso você nem mesmo precisará ter muito tempo disponível, pelo contrário. O trabalho do redirecionador consiste em fazer literalmente o redirecionamento das compras dos clientes. É basicamente como se você emprestasse o seu endereço para que o cliente possa realizar as suas compras e tenha um local para recebê-las. Como as lojas não entregam diretamente no Brasil, o cliente realizará a compra do que desejar, e nesse processo o redirecionador não interfere e nem mesmo precisa se preocupar com absolutamente nada. O cliente escolhe os seus produtos e paga no site da loja ou lojas escolhidas. No momento de cadastrar o endereço de entrega, ele cadastra o endereço do redirecionador, que no caso será você. As compras chegarão a sua casa identificadas com o nome do cliente e você terá que desembalar, fotografar e enviar para a conferência do cliente. Com o ok do cliente, você deverá empacotar tudo novamente e enviar para o cliente que está aguardando suas compras no país de destino. O processo de envio deve ser cauteloso para evitar que as compras sejam taxadas pela alfândega e as torne menos vantajosas para o cliente. “Mas é possível obter bons rendimentos?” Sim, é possível obter bons rendimentos trabalhando com o redirecionamento de compras e como você pode observar não precisa dedicar assim muito tempo. Vou te apresentar agora o personal shopper, aqui é necessário um pouco mais de tempo disponível, mas de qualquer forma, é possível rendimentos ainda maiores. Você pode trabalhar como personal shopper. O personal shopper é um profissional que estuda as tendências do mercado, não apenas nacionais como internacionais e dos mais diferentes segmentos. Isso porque ele não faz apenas o redirecionamento das compras do cliente, ele atua orientando todo o processo de compra.

Nesse sentido, o processo demanda de mais tempo disponível, mas como mencionei anteriormente, pode render um retorno melhor. O personal shopper, como o próprio nome sugere, consiste em um profissional que se dedica em dar sugestões e conselhos que visam auxiliar o cliente no seu processo de tomada de decisão e compra, é um tipo de comprador pessoal. O principal objetivo do personal shopper é otimizar as compras do cliente, pensando nas melhores lojas, datas para compra e também até mesmo nos melhores modelos para indicar ao cliente. Sim, o personal pode indicar sugestões e dar conselhos sobre o processo de compra do cliente. Dentre os principais segmentos que o personal shopper deve conhecer as tendências está a moda e o setor de tecnologia. Em menor grau os móveis também acabam sendo um segmento muito requisitado. No caso do personal shopper, você realizará toda orientação do cliente para que ele possa realizar a sua compra de maneira otimizada. Ou seja, em outras palavras, para que ele possa ter a melhor experiência de compra e possa economizar. Além disso, após tudo acertado, você pode combinar com o cliente um dia e horário para ir à loja escolhida por ele e realizar uma chamada de vídeo. Nessa chamada de vídeo, ele acompanha o processo de compra e verifica o produto que está sendo adquirido. Após a compra, você leva os produtos para a sua casa, embala-os e os envia para o cliente, essa última etapa se assemelha bastante ao trabalho do redirecionador. Todavia, você não precisa fotografar o produto para o cliente visto que ele já o viu durante a compra. Em ambos os casos é preciso atenção quanto ao envio para o Brasil, por exemplo, há diferentes opções de frentes mais rápidos, mais baratos e mais caros.